Fique em casa. Lave as mãos. Compre só o necessário.

COMOFAZ?

PRA COLAR?

Tem que estar com a teta bem limpinha, tá? E sem hidratante nenhum! Se você não tiver acabado de sair do banho (banho é sempre recomendável, né, mas não é obrigatório, risos), limpe o local com um algodão embebido em álcool. Daí você cola os adesivos dupla-face (ver o post abaixo) na borda das suas Osadas. Quanto mais na borda, melhor. Quando estiver pronta pra vestir a sua Osada, retire a fita e pressione sobre o seio. Não coloque adesivos no centro da sua Osada, porque você não quer colar o seu mamilo – não vai ser gostoso.

PRA DESCOLAR?

Puxe a Osada sempre pelas bordas, com carinho (a não ser que você seja do babado BDSM, risos nervosos). Nunca puxe pelo pingente!

PRA GUARDAR?

A Osada foi feita pra durar vários carnavais, mas pra isso precisa ser bem cuidada. Depois do fervo, guarde suas Osadas uma contra a outra, de conchinha, sabe? Isso é pra cola não grudar no pingente e nem na lantejoula. Não tem problema ficar com o adesivo velho, tá?  Guarde na caixinha linda que a gente mandou junto com ela. O importante é nunca lave na máquina e nem deixe me molho.

SE CAIR?

Se cair, #primeiramente você finge demência! Sério, a gente entende o medo de “ficar pelada”, ainda mais nessa sociedade machista, mas a Osada existe exatamente pra ~peitar~ esses padrões, então se cair você grita #FREETHENIPPLE, salva a sua Osada de ser pisoteada pelo bloco e segue sambando. Mas vai cair, tia? Olha, a gente testou muito e, colando os adesivos direitinho, com a pele bem limpa e seca, sua Osada resiste a muitas horas de samba, suor & lágrimas. Acontece que o carnaval é uma festa de muito contato humano e muitos adereços, então o que acaba rolando às vezes é um puxão/esbarrão, aí realmente pode ser que caia. Por isso recomendamos levar na bolsinha (1) adesivos extras (2) cola de cílios (de preferência à prova d’água). Munidx desses dois itens, você certamente consegue recolocar a sua Osada de volta no lugar.

SOBRE O FRETE

QUAL O TAMANHO DA MINHA OSADA?

CALMA QUE TEM MAIS!

O adesivo certo

O que segura mesmo (sem machucar) é o adesivo da Osada.  O segundo lugar vai pro Fashion Tape da That Girl, isso se você achar que não vai suar demais. Também vale cola de cílios (nesse caso pode ser a sua marca favorita, mas a gente acha que se for à prova d’água é melhor ainda).

MAIS ALGUNS DETALHES IMPORTANTES

A Osada não é um sutiã.

Duh, claro, né? A gente espera que sim, mas vamos reforçar porque muita gente diz que não tem coragem e pede pra gente fazer maior, “pra cobrir mais”. Então, a ideia não é cobrir mais – é cobrir quase nada. Só o mamilo mesmo. A vibe do burlesco é exagerada, cômica, meio circense – tem que se desprender da vergonha e entrar na personagem!

A fita de acabamento interno não é um guia pra colar o adesivo.

A gente já avisou, mas avisa de novo: o adesivo vai na bordinha, nunca no centro. Porque no centro vai estar o seu mamilo, e você não quer colar ele de jeito nenhum. Essa fita onde está escrito “Osada” é só um arremate, um acabamento. 

A Osada é feita à mão.

Nosso controle de qualidade é rigoroso, mas não dá pra garantir acabamento de fábrica (pra isso existem as versões chinesas, mas a gente sabe a que custo, né?). A Osada é feita no Rio, por pessoas, e por isso nenhuma é igualzinha à outra. 

 

A Osada não é pra impressionar os omi.

Na real, você usa a sua Osada pro que e pra quem você quiser, mas a gente só queria lembrar que não inventamos essa moda pensando em agradar os boys. Pensamos em você se curtindo, curtindo os blocos e curtindo a sua liberdade.

 

Quem é a Osada?